Você está em
Home > Artigos > Aulas de informática para terceira idade

Aulas de informática para terceira idade

Um dos posts mais comentados e visitados deste blog é o Aulas de Informática para Crianças e Adolescentes, onde conto minha experiência como professor das disciplinas de informática e dou dicas para dar aquela aula bacana, e conquistar a meninada com aulas dinâmicas e intuitivas!

Devido a ampla adoção da tecnologia com Gadgets fazendo parte do nosso cotidiano e agora cada vez mais com o advento da Internet das Coisas ou IoT, vamos ter um mundo ainda mais conectado e dinâmico,  onde a tecnologia não só será um recurso para nosso trabalho e diversão, mas fará parte de nós, seja em dispositivos, em nossa casa e nossas roupas.

Para o mais jovens vindos da gestão Y – nascidos na década de 80 –  e que já nasceram em mundo onde a internet já existia e fazia parte de nossas vidas, o uso dessas tecnologias é tão fácil que se torna quase orgânico o manuseio e aprendizado entre crianças e jovens.

A terceira idade

Podemos considerar como idoso ou terceira idade pessoas com 60 anos ou mais, algumas fontes consideram que a partir dos 50 anos já podemos considerar. Eu gostaria de utilizar a classificação de gerações comumente utilizada hoje em dia pra definirmos o nosso publico, portanto vamos utilizar os termos Baby Boormers que são os nascidos a partir do final da Segunda Guerra entre  1943 e 1960, e a Geração X nascidos entre 1960 e 1983.

Devagar e sempre

O medo é sempre o fator inicial que vai inibir  o contato e a relação entre a maquina e o aluno da terceira idade, eles vem com a premissa em que sempre tem um neto ou sobrinho, ou qualquer parente próximo mais jovem que realiza as configurações e trabalhos utilizando computadores para eles. Desmitificar este medo é a tarefa inicial do professor de informática, mostrando primeiro o que podemos fazer com o computador e gradativamente mostrando os periféricos de entrada de informação: teclado, manuseio do mouse e mensagens da tela.

Dicas para uma boa introdutória

  • Historia da Microinformática: Sempre diga ao aluno o porque das coisas serem do jeito que são e sua evolução, isso vai mostrar o seu domínio do assunto, seus alunos vão entender melhor os conceitos que serão abordados mais à frente e quebrar  gelo da aula inicial. Lembre-se o contrário de medo é coragem, só temos medo daquilo que não conhecemos e não sabemos sua origem, explicando os conceitos iniciais da tecnologia, eliminamos o medo e o aluno se torna corajoso para prosseguir pelo caminho do conhecimento e sair da zona de conforto inicial.
  • Entendendo os dispositivos de entrada: Apesar de a grande maioria dos dispositivos serem touch screen e podemos dar ordens através de comandos de voz para as maquinas, tenha certeza que uma grande parcela do nosso público não tem a noção do uso destas funcionalidades. Portanto inicie com uma boa aula sobre funcionamento do teclado e PRINCIPALMENTE do mouse. Para muitos idosos enxergar a “seta” do mouse é difícil e seu manuseio mais ainda, trabalhe exercícios de “clic” sobre botão nos menus do sistema operacional, como estarão em um ambiente de simulação, estimule o erro, para que apareça mensagens e caixas de diálogo do sistema operacional, incentive que seja feita a leitura, interpretação dos aviso e a tomada de decisão. Ganhamos aqui dois aprendizados, o de manuseio o mouse e leitura de mensagens na tela, a partir destes pontos a iteração humano e maquina rompe a barreira do medo e você verá seus velhinhos com sorriso no rosto!

Os termos “informáticos”

Evite ao máximos jargões e termos técnicos demais da TIC(Tecnologia da Informação e Comunicação), simplifique sempre e caso não tenha jeito explique o significado do que vocês esta dizendo, por exemplo:

Ao invés de dizer: -Acessem o browser e entrem na url www.raphamaster.com.br

Diga: – Abram o navegador de internet e digitem na barra de endereços acima o site…….

Ao invés de dizer: – Vamos abrir o Word e editar um texto para depois gerar um PDF para enviá-lo anexo em uma e-mail.

Use: Vamos aprender agora como podemos escrever um texto utilizando um software ou programa chamado Word, assim como em uma folha de papel podemos digitar as palavras e depois salvar para enviar à outras pessoas ou até mesmo por mensagem de correio eletrônico o famoso e-mail!

Eu sei que você deve estar pensando ai: – Poxa vida, mas ai é simplificar demais, é como se estivéssemos ensinando bebês!

Sim é isso mesmo, quando somos simples não quer dizer que o explicamos é simplório, no caso simplificarmos para o fácil entendimento e compreensão do aluno, estamos cumprindo nossa função com professores, prover o total entendimento e acesso ao conhecimento para nossos alunos idosos.

Quando aos bebês, é exatamente isso que quero que você meu caro leitor entenda, estamos falando de uma explicação em Baby Steps ou passos de bebê, onde passo a passo detalhadamente vamos “esmiuçando” os detalhes e desmitificando o caminho do conhecimento, guiando nosso aluno ao entendimento e como escrevi no inicio do nosso artigo, devagar e sempre.

Ensine a ligar desligar do computador

Você não leu errado, é isso mesmo. Eu dei aulas para muitos nessa faixa etária e na aula inicial vi o constrangimento em não saberem desligar o PC ao final da aula, e JAMAIS devemos deixar que os alunos se sinta constrangidos. Independente do sistema operacional que você utiliza, mostre como desligar e ligar o PC.

O que vem depois ?

Mostrar utilização e proposito de uso, ou seja, começar pelas funcionalidades que vão fazer diferença e impacto já nas primeiras lições e exercícios. Abaixo uma lista do que considero importante:

Navegador e Internet: Tudo é possível de se fazer pela internet e isso não é novidade para ninguém, então nada mais justo do que começar por ela, mostre o navegador, as funcionalidades como abas, ir e voltar das paginas, o que são links, pesquisa no Google e navegação em sites de noticias por exemplo.

 

Obs.: Você sabia que o botão mais utilizando no navegador é o botão de Voltar?
Apresente as principais lojas de e-commerce brasileiras e mostre que para comprar é necessário um e-mail e cadastro, é sempre muito divertido ensinar como usar a internet para coisas úteis e você notará muitas perguntas e interessa geral por parte de todos.

E-mail: Explique o conceito básico do funcionamento de e-mail(endereçamento, envio e recebimento), faça cada um criar seu próprio endereço de correio eletrônico e realizar envios entre si.

Pacote Office: Seja o Microsoft Office, Libre Office ou qualquer outra suíte de aplicativos para escritório, ensine! Porém foque sempre na utilização e prática dos mesmos, não ensine por exemplo uma formula PROV() do Microsoft Excel se isso não for fazer a diferença na utilização do computador por eles. Mostre o uso destas ferramentas no cotidiano por exemplo:

  • Escrever um texto no Word para depois enviar por e-mail à um parente distante
  • Lista de tarefas controladas no Excel
  • Lista de compras em um supermercado utilizando Microsoft Word
  • Controle básico de gastos usando planilha.

As aulas ficaram bem mais interessantes e atraentes.

Fotos

Recomendo que para o ensino dos recursos básicos do sistema operacional, você utilize a organização de fotos para tal. Todos temos fotos de vários momentos de nossa vida, e precisamos organizá-las para revê-las sempre que sentimos saudade de alguém ou recordar um momento agradável que vivemos, para os nosso querido publico em questão, rever as fotos de alguém que se considera é algo muito importante e pode preencher a saudade e a solidão.

Através da internet e redes sociais quebramos as barreiras da distância e isso é plenamente possível de ensinar.

Ensine a organização de pastas, criação de diretórios, copiar, recortar e apagar as fotos, estas são funcionalidade que através de uma maneira prática – organizando fotos –  trazem um resultado muito expressivo no aprendizado.

Redes Sociais

Sim é muito importante ensinarmos como acessar as redes sociais e mais importante ainda, considero um dever do professor, ensinar boa praticas e a NETIQUETA no uso de redes socais, lembre-se disso!

Espero que estas dicas possam ajudar vocês no dia a dia das aulas para prover o melhor ensino.

E você como ministra suas aulas? Tem alguma dica para compartilhar conosco? Alguma experiência legal com seus alunos? Vamos juntos debater nos comentários e trocar experiencias.

Forte abraço!

Raphael Franco

Editor do Blog do Raphamaster, analista de sistemas e professor especialista em gestão da informação.

http://www.raphamaster.com.br
Top